Copyright © 2020 Nutri Super Health

  • Joana Pinheiro

Candídiase


A Cândida é um tipo de fungo que pode afectar homens ou mulheres de qualquer idade. Quando existe uma baixa imunidade, gerada por exemplo por um elevado nível de stress, uma má alimentação, doenças crónicas, uso de medicamentos, entre outros, pode originar-se um desequilíbrio dos microrganismos que convivem em harmonia no nosso corpo. Este desequilíbrio pode conceder um crescimento exagerado de cândida no nosso corpo.

As recomendações instituídas devem ser personalizadas em função das causas que originaram o desequilíbrio de microrganismos no corpo e permitiu o crescimento exagerado da(s) diversa(s) espécie(s) de cândida existentes.

Entre as recomendações alimentares mais comuns a ser sugeridas, parte resultam da necessidade de reforçar a alimentação com nutrientes com permitam o bom funcionamento do sistema imunitário. Recorre-se ao reforço de alimentos ricos em zinco, como o caso das sementes de abóbora, mas também a alimentos ricos em selénio, como o caso das castanhas do Brazil e ainda de vitamina E e biotina, ambos presentes por exemplo nos ovos.

Alguns estudos têm demonstrado que a alimentação muito processada, rica em açúcar e com perfil inflamatória podem estimular o crescimento do fungo.

Entre outras medidas muito comuns a ser implementadas é a remoção de bebidas alcoólicas e cafeína.

Todo o trabalho de controlo da candidíase através de mudanças de alimentação e estilo de vida, devem ser orientadas por um profissional de saúde capacitado, que concilie as recomendações alimentares com as recomendações médicas.

Torna-se importante que quem sofre de candidíase, em especial de forma recorrente, saiba que pode ter o seu contributo na resolução do seu estado de saúde, desde que devidamente orientado e cumpra as mesmas recomendações.


14 visualizações